Um militante nosso acaba de interceptar a seguinte mensagem, enviada pelo diretor do Sindjus - RS, Davi Pio através do wats app, há cerca de meia hora:

"Confirmado o envio do PL de reposição dos servidores do judiciário estadual à AL, na próxima quarta-feira, dia 07. A Assessoria da Presidência do TJRS confirmou à direção do Sindjus, há poucos instantes que, na quarta-feira da próxima semana, dia 07 de outubro, fará oficialmente a entrega do PL que encaminha à Casa Legislativa do Estado, o Projeto de reposição dos servidores que propõe recomposição de 8,13% em 2015, retroativo ao mês de julho p.p. Essa era uma grande expectativa dos nossos colegas e um compromisso da Administração conosco. Pois bem. Conforme já havíamos afirmando anteriormente, agora é oficial. O envio do tão esperado PL se dará no dia sete próximo, à tarde, e a entrega será efetivada pela mesma Assessoria da administração do TJ RS em conjunto com as entidades representativas dos servidores,. Contudo, Estamos informando isso em off para apenas alguns colegas e lideranças da categoria porque que não queremos que isso vaze e caia nas bocas de setores da grande imprensa, que, recentemente, com os episódios dos parcelamentos de salários dos servidores do Poder Executivo, chegaram a defender nos seus veículos de informação que também nós, do Judiciário, deveríamos ter nossos vencimentos parcelados. Portanto, essa ótima notícia, que é absolutamente assegurada, até o início da próxima semana deve ser absorvida e comemorada por todos nós, mas mantida em circulação apenas interna, ok? Na segunda, informaremos a toda a categoria através do Sindjus Informa, de modo mais reservado, aos e-mails particulares  dos servidores. Um grande abraço a todos. Agora começará a etapa da luta na Assembleia para a aprovação do nosso tão aguardado projeto! DAVI PIO(2/10 4:03 PM) (GRIFO NOSSO)


 

O Movimento Indignação se regozija muito com a informação. Só não entendemos sinceramente este negócio de esconder tão ansiosamente aguardada e importante notícia da categoria, mantendo-a na igonorância justamente durante o fim de semana (quando poderia comemorar devidamente na churrascada de domingo com umas cervejas a mais), e divulgando o fato entre grupo restritíssimo de seguidores da atual direção sindical. A desculpa de vazar na grande imprensa não possui a menor lógica, visto que, quando estiver no Legislativo, esta e o governador José Ivo-viu-a-uva Sartori certamente vão cair de pau, o que demandará possivelmente uma nova greve para vermos este reajuste aprovado, sancionado e pago!

É direito dos sindicalizados tomar conhecimento de todos os passos e informações de seus representantes e procurador que exorbita do mandato ou não presta contas a tempo a seu constituinte não é digno do mandato e devia tê-lo revogado!

movimento indignação